Setor de locações comerciais sinaliza recuperação

Setor de locações comerciais sinaliza recuperação

A estimativa de locação comercial em Curitiba durante o mês de agosto já se aproxima do patamar observado em março, período anterior à pandemia de Covid-19.

O dado integra a última pesquisa realizada pelo Instituto Paranaense de Pesquisa e Desenvolvimento do Mercado Imobiliário e Condominial (Inpespar).

Segundo a pesquisa, o volume de imóveis comerciais locados em agosto foi de 321 unidades, enquanto em março foram 340 unidades.

O volume locado em agosto é 28,4% maior do que o registrado em julho e apenas 1,2% menor na comparação com o registrado no mesmo período de 2019.

Os dados apontam ainda que o Valor Geral de Locação no mês de agosto é o maior registrado desde julho de 2019.

Os aluguéis, de uma maneira geral, fecharam agosto com uma inadimplência cravada em 2%, o que representa uma queda de 0,4 ponto percentual na comparação com julho.

De acordo com o presidente do Inpespar e vice-presidente de Economia e Estatística do Secovi-PR, Jean Michel Galiano, além da pandemia o setor enfrentou ainda os efeitos da recessão.

Segundo ele, o grande mérito do setor até aqui, foi evitar a formação de um gargalo referente às unidades disponíveis

Jean Michel Galiano falou ainda sobre a nova realidade de boa parte do comércio. Muitos empresários apostaram na abertura de lojas virtuais, mas sem abrir mão de espaços físicos.

O resultado é que as lojas físicas estão literalmente encolhendo, não com relação aos números, mas em tamanho mesmo

A rentabilidade das locações comerciais segue estável desde o início do ano, com aproximadamente 0,5%. A tendência é de valorização no médio prazo

Redação com Assessoria

Continue lendo

Recomendados

Desenvolvido porInvesting.com
Economia, Todos

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu